Obrigado por está aqui....

Nenhuma descrição de foto disponível.
Postado Por: Claudio Mendes
Data da Publicação: 06 de dezembro de 2018
Fonte: Redação com Informações do Icururupu
A reunião ocorreu no plenário do legislativo municipal na última segunda-deira (3). Foto: Divulgação
Serrano – O prefeito de Serrano do Maranhão, Jonhson Medeiro Rodrigues [Maguila] convocou uma reunião de emergência para discutir a crise de abastecimento de água no município. O encontro ocorreu no Plenário da Câmara de Vereadores do município na última segunda-feira (3) e contou com a presença dos vereadores, tanto da base do prefeito quanto da oposição, a reunião focou nas medidas adotadas para enfrentar a situação que é considerada crítica.

Para o prefeito Maguila já passou da hora de resolver o problema do abastecimento de água em Serrano, principalmente no que se refere ao pagamento das contas dos poços, para o prefeito sem recursos oriundo do consumo que só aumentam dia após dia, fica praticamente impossível pagar, na visão do prefeito como os débitos se acumularam ao longo de muitos anos, tornando-o uma verdadeira bola de neve, além dos demais compromisso que o município herdou, fica muito difícil manter o serviço, serviço esse de fundamental importância para todos os serranenses, sejam da sede, ou dos povoados. 

O problema do abastecimento de água em Serrano decorre desde sua emancipação, os débitos com a Companhia Energética do Maranhão [CEMAR] vem se acumulando ao longo dos anos e das gestões. Como todas as gestões passadas, a atual manteve o modelo de fornecimento de água de forma subsidiada, ou seja, todos os gastos com os poços e energia são totalmente absolvidos pelo município, uma vez que não há cobrança pelo fornecimento de água no município, com isso as dívidas só cresceram ao longo dos tempos, soma-se à isso os débitos que o município possuem referente às gestões passadas, débitos esses que oneram e tornam-se praticamente impagável, nenhum morador do município de Serrano paga conta de água, sem uma receita pra custear as despesas com o fornecimento de energia e manutenção dos poços fica a cargo do município honrar com todas as despesas. 

Diante da crise, o prefeito em conjunto com os vereadores, que representam a população, decidiram finalmente colocar em prática o funcionamento do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), de Serrano, autarquia criada pelo município através da Lei 165/2013 mais que nunca foi implantada no município, com a implantação da empresa espera-se que o município possa finalmente resolver o problema do fornecimento de água, uma vez que a empresa terá a competência não apenas para gerir os recursos oriundo do consumo de água, mais também buscará junto aos governos do Estado e Federal parcerias para melhorar o serviço no município.

O município afirma que a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão [CAEMA] até iniciou obras no município mais ainda não concluiu as obras, enquanto isso não acontece o município terá que tomar para se a responsabilidade de resolver o problema, problema esse oriundo de vários anos sem uma política que pudesse por fim aos problemas no fornecimento e no pagamento das contas de energia dos poços mantidos pelo município.

O fornecimento de energia já foi restabelecido em todo os poços do município, com isso o fornecimento de água já foi normalizado, contudo a implantação do SAAE se faz necessário, visto que os problemas continuam e precisam ser resolvido o mais breve possível, por se tratar de uma ação em caráter de urgência, tanto o executivo quanto o legislativo municipal estão empenhados no sentido de resolver o problema. 

Com a implantação da autarquia competirá ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Serrano, nos limites impostos pela lei que o criou, exercer com exclusividade todas as atividades administrativas e técnicas que se relacionem com os serviços públicos de água e esgoto do município, compreendendo o planejamento e a execução das obras, instalação, operação e manutenção dos sistemas, a medição do consumo de água, faturamento e cobrança dos serviços prestados, aplicação de penalidades, e qualquer outra medida com ele relacionada, observados os critérios e condições da concessão municipal, além de ser um sonho dos serranenses, que finalmente terão um órgão no município para tratar e resolver o problema do fornecimento de água, além do saneamento de modo geral.

0 Comentários