segunda-feira, 25 de junho de 2018

Bacuri de Luto: Morre Nonato Amorim Costa o “Nonatinho” um dos filhos ilustre de Bacuri.

Raimundo Nonato Amorim Costa - Foto Reprodução 
Morreu na manhã deste domingo (24), na Santa Casa de Cururupu o professor, militante politico, promotor de eventos e promotor cultural Raimundo Nonato Amorim Costa o “Nonatinho”. 

Nonatinho, como era carinhosamente chamado pelos amigos e no mundo artístico, sempre obteve o respeito das pessoas em seu redor, com talentos múltiplos conseguiu se projetar dentro de cenário regional, como professor, militante politico e como produtor cultural. Desta forma a Cultura da região do litoral maranhense está de luto, assim como o Maranhão. 

Nonato Amorim Costa o "Nonatinho", era compositor e cantor do Boi de Orquestra Novilhos dos Guaras, da cidade de Apicum-Açu, que iria fazer mais de dez apresentações nos municípios do litoral maranhense, e se apresentou no ultimo sábado (23) na sua cidade natal Bacuri e em seguida no município de Apicum-Açu, na abertura do São João, de onde é originário o Boi de Orquestra Novilho dos Guaras. E o mesmo esteve fazendo parte de todas as apresentações. 

O prefeito de Apicum-Açu, Claudio Cunha, afirmou ao nosso blog que, o Nonato era uma pessoa amiga e altamente cultural. 

"E todos os anos eles cantam na abertura e no encerramento do São João de Apicum-Açu e este ano ele cantou durante a apresentação e logo após cantar ultima toada que homenageia o saudoso Jorge Cunha, (ex-vereador, que teve a sua vida tirada em 02 de janeiro deste ano), e no final da toada ele caiu no palco. Foi socorrido e levado para o hospital em Cururupu, aonde veio a falecer pela manhã deste domingo. O corpo dele foi velado na cidade de Bacuri, sua terra natal. Nonato foi uma pessoa que em vida, prestou muito o seu talento a cultura maranhense, não só no Boi Novilhos dos Guaras, mas em outros bois da região, e amava muito cantar e fazer poemas, e é dele esta linda homenagem da composição da musica “Croinha” e a musica que ele fez ao meu irmão”. Afirmou Claudio Cunha prefeito de Apicum-Açu, prontamente triste pela perda do amigo. 

O professor Adiel Fonseca (Balaio), também se reportou a figura encantadora de Nonato. 

"Falar de Nonatinho é um retrato de mim. No sentido de quebra de paradigmas, nos nossos municípios Cururupu e Bacuri tínhamos a mesma idade, Jovens gay com sonhos de uma sociedade inclusiva e sem homofobia, tínhamos a chama da cultura popular nas nossas veias, e fizemos muitos projetos culturais relevantes para nossa época. Éramos uma referência em organizações: carnavais, São João, festas, eram nosso forte. Nossas famílias tinham um vínculo de parentesco, e nos cumprimentávamos de primas, Nonatinho era uma pessoa de uma áurea fora de sério, era um ser iluminado. Nos bailes do Palácio das festas eu e ele éramos as Saturnalias de luxo. Ele vinha a Cururupu com Osvaldo Cunha prefeito de Bacuri e eu com família de Salomão Amado. O legado que Nonatinho nós deixa é de uma pessoa obstinada, persistente, lutadora e de um talento cultural brilhante. Retrata o Professor Adiel Fonseca (Balaio) amigo de Nonato. 

“O amigo cultural, religioso, politico e acima de tudo em sua formação professor, assim definiu o amigo e conterrâneo” Josenilson Ferreira, ao falar de Nonato. 

“Nonato Amorim, é o seu nome, uma pessoa que sempre trabalhou nas áreas educativa, politica e cultural, dentro do município de Bacuri. Um homem que sempre defendeu as suas ideias, sempre defendendo o povo e a cultura do nosso município, que muitas vezes, abandonada, mas que ele acreditava e trabalhava o fortalecimento dos grupos folclóricos. Na educação um excelentíssimo professor, respeitado pelos alunos, um educador formado, capacitado e com mestrado, um professor que quando entrava na sala de aula transbordava alegria, alegria essa que ele transbordava pelas ruas e por onde estava. 

O Nonato Amorim, politico que ia para cima dos palanques, defender as politicas publicas, defender a sociedade bacuriense, a onde ele dizia “Bacuri merece o melhor” e o sonho dele era ver essa cidade maravilhosamente linda bem construída e com infraestrutura, todo mundo sobrevivendo e vivendo bem. 

Nonato Amorim foi um grande lutador, religioso, católico apostólico romano de raiz, devoto de São João Batista, e olha a ironia do destino, Nonato Amorim, vem a falecer justamente na noite de São João, um dia após a sua apresentação na noite do dia (23/06) em sua cidade (Bacuri), a onde agradeceu e se despediu de seus amigos e dizendo “Hoje é minha noite de brilhar, hoje é minha noite de me eternizar” e uma frase que ele disse “Ninguém morre, agente se eterniza na história”. 

E hoje ele ia fazer a historia dele acontecer e ele fez, por que ele morreu fazendo aquilo que ele gostava, morreu com a fé, sendo um dos melhores professores, sendo politico que foi e que ontem (23/06), subiu ao palco ao lado do prefeito que ele sempre bateu de frente, mas subiu com toda educação e elegância cumprimentou o prefeito e disse “senhor prefeito você está de parabéns pelo São João que esta fazendo em nossa cidade”, esse era Nonato Amorim, um homem respeitado, um grande homem em suas diversidades e suas escolhas, uma escolha que foi a melhor que ele pode tomar para sua vida de ser Nonato Amorim. Josenilson Ferreira 

O corpo de Nonato foi velado na cidade de Bacuri e contou com a Missa de corpo presente, na Praça de São Sebastião, em memória póstuma do irmão e amigo Nonato, e contou com apresentações culturais em homenagem ao falecido, como tambor de crioula, bumba-boi de Apicum-Açu (com batizado) e outras atrações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....