quarta-feira, 4 de abril de 2018

Hoje faz 7 anos da morte do eterno governador Jackson Lago.

Foto Reprodução
Hoje é um dia simbólico, para o PDT e os maranhenses, triste e alegre ao recordar da trajetória histórica de Dr. Jackson Kléper Lago, um homem simples e de personalidade marcante na politica, que ensinou muitas coisas boas dentro da política maranhense, e uma delas foi esperar a sua vez. Onde uma frase sua jamais será esquecida.

“O VERDADEIRO LEGADO QUE ENTREGO À POPULAÇÃO DO MARANHÃO, É A DEMONSTRAÇÃO DE QUE É POSSÍVEL FAZER”. Jackson Lago.

Nesta data de hoje se dava uma noticia triste ao nosso povo do Maranhão, que foi pela parte da tarde um impacto que mexeu com todos os maranhenses, atingindo aliados e opositores, porque nesta tarde o Maranhão perdia o seu maior nome na politica opositora ao grupo Sarney. O ex e sempre em nossa mente governador Jackson Lago.

RELEMBRANDO A TRISTE NOTICIA:
Ex-governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), 76 anos, morreu no fim da tarde do dia 4 de abril.
O ex-governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), 76 anos, morreu no fim da tarde do 4 de abril de 2011, segunda-feira em São Paulo, onde estava internado desde a última quarta-feira (30), no Hospital do Coração. No fim da semana passada, o estado de saúde do político se agravou. Ele foi internado por causa de problemas respiratórios decorrentes ao tratamento de câncer de prostáta, doença que lutou contra durante anos.

Após concorrer ao governo do estado, em outubro de 2010, Lago se internou com problemas cardíacos em São Paulo, onde foi submetido a um cateterismo. Depois de três meses internado, foi liberado no dia 15 de março. Ele continuou a fazer o tratamento de quimioterapia.

A Assembleia Legislativa decretou luto oficial de três dias e disponibilizou a casa para a realização do velório de Jackson. A governadora Roseana Sarney também lançou nota na qual lamenta a morte do político, também decretou luto no estado e ofereceu o Palácio dos Leões para o velório.

Mas segundo apurou O Imparcial, pessoas próxima ao ex-governador revelaram que o desejo de Lago seria ser velado na sede do Partido Democrático Trabalhista (PDT), localizada na Rua dos Afogados, Centro da cidade.

TRAJETÓRIA:
Jackson Kepler Lago, nascido em Pedreiras, 1º de novembro de 1934 — São Paulo, 4 de abril de 2011) foi um médico e político brasileiro, filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT).

Foi governador do estado do Maranhão de 2007 a 2009, quando teve seu mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral. Antes disso, havia sido prefeito de São Luís por três ocasiões: de 1989 a 1992, de 1997 a 2000 e de 2001 a 2002 (este último interrompido por ocasião de sua renúncia para candidatar-se ao governo do estado do Maranhão nas eleições de 2002). Morreu no dia 4 de abril de 2011 no Hospital do Coração, em São Paulo (SP), em decorrência de problemas respiratórios, depois um longo tratamento contra um câncer de próstata.

Nascido em Pedreiras, no interior maranhense, Jackson Lago começou sua trajetória política ainda na década de 1960, participando de protestos contra a ditadura militar, no MDB. Foi eleito deputado estadual em 1974. Ligado ao sindicato dos médicos, foi pioneiro na realização de cirurgia torácica no sistema de saúde pública do Maranhão e lecionou no curso de Medicina da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Em 1979, ao lado de Leonel Brizola, ajudou a fundar o diretório nacional do Partido Democrático Trabalhista, do qual permaneceu até seu falecimento em 4 de abril de 2011. Candidatou-se a prefeito de Bacabal em 1976 ainda no MDB, sendo derrotado por Juarez Alves de Almeida.

Prefeito de São Luís por três ocasiões (1989-1992, 1997-2000 e 2001-2002, quando foi reeleito), Lago, que conquistou o título de melhor prefeito do Brasil, de acordo com pesquisa do jornal Folha de S. Paulo, considera a ampliação do número de alunos das escolas públicas e a melhoria da capacitação dos professores suas principais realizações à frente do governo da capital maranhense. A gestão Lago em São Luís também foi reconhecida por avanços nas áreas de saúde, geração de emprego e renda, segurança pública, participação popular, infraestrutura, meio ambiente e cultura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....