quinta-feira, 19 de abril de 2018

Após rua ficar intrafegável no bairro Jacará, prefeitura constrói um paliativo

Ponte de madeira construída pela Prefeitura de Cururupu no bairro Jacaré (Foto: Reprodução/ICURURUPU)
CURURUPU – O bairro do Jacaré em Cururupu, é certamente um dos maiores e mais importantes bairro de Cururupu, não apenas pela sua dimensão geográfica, mais especialmente pela sua história e pela sua gente que ali residem. A exemplo dos diversos bairros de Cururupu, os quais estão com várias ruas totalmente intrafegáveis, agravado exponencialmente em razão das fortes chuvas que cai na cidade, além do fato de não ter havido por parte do município ao longo dos tempos ações efetivas de recuperação das ruas de vários bairros de Cururupu.

A soma dessas inobservâncias não poderia ter outro resultado senão a deterioração de várias ruas do município, algumas em estado de intrafegabilidade.


Soma-se a isso, a iluminação, que embora tenha havido uma melhora, mais isso está muito mais centralizado nas regiões nobre da cidade, ao passo que os bairros mais distantes estão em situação de grave escuridão. Pelo menos é assim que relata a moradora do bairro de Brasília, “no bairro Brasília rua Nelson machado tá tudo um breu já fui várias vezes na secretaria de obras e nada foi resolvido, as poucas lâmpadas que tem são nas nossas portas que colocamos e pior ainda, pagamos taxa de iluminação pública sem ter” é o que relata Djane Conde, moradora do bairro de Brasília em Cururupu. 


Outro fato que chama muito atenção é o fato do bairro do Jacaré possuir nada menos do quer três vereadores, ou seja, parlamentares que conhecem o sofrimento não apenas da cidade, mais principalmente de seu eleitorado, nem mesmo essa vantagem numérica de representatividade no legislativo municipal está sendo suficiente para sensibilizar a prefeitura para resolver problemas históricos no bairro. 

Diante das cobranças da sociedade cururupuense, e após uma das ruas do bairro ficar totalmente partida ao meio com uma vala impossibilitando as pessoas de passar por ali, a prefeitura resolveu fazer uma intervenção, aos mais entusiasmados que imaginavam uma infraestrutura diferente daquilo que sempre fizeram na rua, não passou de um sonho, pois tudo que foi feito foi uma estreita ponte de madeira que mal da para passar de uma motocicleta e que certamente deve durar até o próximo inferno.

Ao que fica evidenciado, não houve um planejamento ao longo do ano de 2017 prevendo essas situações, ou caso tenha havido não houve execução, do contrário, estaria não apenas os moradores do Jacaré mais de diversos bairros de Cururupu que relatam sérios problemas em diversas ruas do município em situação diferente, e não basta agora culpar as fortes chuvas, pois esses problemas de infraestrutura dos diversos bairros de Cururupu são de conhecimento históricos, é sabido por todos a data de início do período chuvoso no Maranhão, alguns períodos chove mais que outro, mais é certo que choverá de janeiro a junho de cada ano, e o município teve todo o ano de 2017 para buscar parceria e / ou com recursos próprios solucionar se não todos os problemas, uma vez que os recursos financeiros estão escassos, mais notadamente as regiões que historicamente sofrem com a ação do período chuvoso. Com Informações do Icururupu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....