sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

“Mestre Silicrim” É Vítima de homicídio em praia de Cururupu, acusada é presa

Mulher presa acusada de participar de assassinato do mestre
Silicrim (Foto: Divulgação)
No último domingo (11), o ambientalista Benedito Raposo Teixeira, conhecido por “Mestre Silicrim” sofreu várias queimaduras pelo corpo que resultou em sua morte, fato ocorrido na praia de São Lucas, ilha pertencente ao município de Cururupu, Silicrim como era conhecido teve a vida inteira dedicada ao mar. É uma lenda na arte da navegação nos barcos artesanais feitos no Maranhão, em especial na região de Cururupu.

A Delegacia de Polícia Civil em Cururupu tomou conhecimento dos fatos somente no dia 15 de fevereiro de 2018, tendo em vista a grande dificuldade de se chegar à ilha de São Lucas, distante a aproximadamente 4 horas de barco e depende da maré para deslocamento, além do fato de que inicialmente a informação que se tinha é que se tratava de um acidente, informação que não convenceu a Polícia que de imediato iniciou as investigações.

A equipe de investigação chefiada pelo Delegado Diego Lemos, começou a apuração dos fatos e constatou-se que o barco da vítima não possuía nenhum indício de fogo e que a versão apresentada que ele teria sido vítima de uma explosão de um botijão de gás não constava revestido de veracidade e / ou de coerência. 

Logo, surgiu suspeitas que na verdade aconteceu um crime de homicídio e não um acidente náutico.

Por sua vez, a equipe de investigação da Polícia Civil de Cururupu, com a participação dos investigadores Gelson e Melo, conseguiu realizar levantamentos e já no dia de hoje (16), menos de 24 horas após tomar conhecimento do crime, realizou a prisão da suspeita no início da noite desta sexta feira (16), a qual foi identificada como “Tijolinho”.

As investigações ainda continuarão para esclarecer a motivação do crime bem como o verdadeiro modo que aconteceu os fatos e identificar outros possíveis coautores do delito. O fato é que Cururupu perdeu uma “lenda do mar”, pois a vítima dedicou parte de seus mais de 80 anos à navegação artesanal da região. A vida de Silicrim foi narrada em um belo documentário dirigido pelo cineasta Edson Fogaça e exibido em uma sessão lotada no cine Praia Grande em São Luís com a presença do navegador Amir Klink.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....