terça-feira, 30 de janeiro de 2018

SERVIDORES SEM SALÁRIOS FAZEM PROTESTO EM CURURUPU

Foto Reprodução
Servidores públicos municipais de Cururupu, com apoio da população em geral, realizaram um novo protesto nesta terça-feira (30). Eles cobram da prefeita Rosinha (PCdoB) – que comanda o Executivo Municipal juntamente com sua assessoria uma posição com relação ao pagamento, direito adquirido pelos trabalhadores que reivindicam os vencimentos, incluindo o décimo terceiro salário.

Servidores públicos da prefeitura de Cururupu em grande número se mobilizaram para protestar contra o atraso no pagamento de salário. Na manhã desta terça-feira (30), centenas de servidores percorreram diversas ruas do município com proposito de chamar atenção para os atrasos nos salários. 

O movimento iniciou logo no início da manhã. De acordo com um dos organizadores, centenas de profissionais participaram do protesto, que foi organizado pelos servidores com salário em mora.

“Não estamos recebendo em dia e isso nos preocupa muito. Nós trabalhadores da educação dependemos do salário para pagar as contas, que já tiveram encargos, juros e taxas por conta da demora no repasse por parte do município”, explicou um servidor entrevistado pelo ICURURUPU.

Ainda segundo os servidores, o salário de novembro somente foi pago no dia 28 de dezembro, e o de dezembro que deveria ser pago até o quinto dia útil de janeiro até hoje não receberam e nem mesmo há qualquer posição do município quanto à data de pagamento. Não é novidade para ninguém que todos os trabalhos tem o direito de receber seu salário até o quinto dia útil de cada mês, o descumprimento do prazo legal pode ensejar Ações Civil Pública bem como bloqueio de provento do município para que este seja obrigado a pagar os servidores. 

Não é de hoje que o município de Cururupu vem descumprindo com o pagamento em dias dos funcionários, que aliás não é um ato discricionário do gestor municipal, e sim um direito do trabalhadores em receber o seu salário em dias, nada justifica o atraso de funcionário, pois são constituídos de previsões legais.

A situação no município é caótica. Pois a economia está estagnada, o comércio parado pois 80% da economia do município advém do funcionalismo que, se não recebe a cidade para.

REPASSES
Considerando apenas o período de primeiro de dezembro a primeiro de janeiro de 2018 o município de Cururupu recebeu a título de repasses federais, sem prejuízo das receitas próprias do município, o montante de R$ 29.586,45, ou seja, mais de 29 milhões de reais, já considerando apenas o mês de janeiro, os valores somam R$ 3.113.325,51, ou seja, pouco mais de três milhões de reais, mesmo assim parece não ter sido o suficiente para que o município coloque em dias os salários dos servidores que reivindicam a regularidade, as informações são do Demonstrativo de Distribuição da Arrecadação do Banco do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....