terça-feira, 3 de outubro de 2017

Parabéns Cururupu pelos 176 e Radio Alvorada FM de Cururupu pelos 17 anos.

Hoje dia 03 de outubro a Radio Comunitária Alvorada Fm de Cururupu comemora 17 anos de serviços prestados a comunidade cururupuense. Sendo a primeira radio comunitária do município, tem ao longo dos anos construído uma parceria de credibilidade com a comunidade levando informações e apurando as violações e divulgando os danos causados.
Fundada no ano de 2000 por seu idealizador Flavio João Gaspar Picanço o saudoso Neto, a Rádio Alvorada desenvolve uma programação voltada para seu publico com mensagens de agradecimentos a abrindo mais espaços para as pessoas levarem as suas mensagens de parabéns a cidade de Cururupu e a emissora.

Flavio João Gaspar Picanço, Simplesmente Neto
A historia da comunicação em Cururupu podemos descrevê-la sem grandes percas resumindo apenas em Flavio João Gaspar Picanço, ou Neto como era conhecido, dedicou a sua avida parta alavancar a comunicação comunitária de porma a preservar a vida e a integridade das pessoas mas com a responsabilidade fazer as autoridades e poderes construídos zelarem pelos cidadãos desta terra.

Quem não lembra da SEDAVA A COMUNICAÇÃO A CABO pois o antigo VOZCIC transforma se em SEDAVA, Serviço de Divulgação Voz Alvorada, A SEDAVA informava a comunidade. O SURGIMENTO DO SAMES, Em 13 de outubro de 1986 a SEDAVA passa a ser agora SAMES - Sistema Alvorada Musissom Estério. Flavio observava e dava espaços para novos talentos.

O SAMES funcionou 14 anos o acervo musical crescia mensalmente a programação sempre de qualidade e de gosto para todas as idades, A RÁDIO ALVORADA FM PASSA A EXISTIR, a noticia foi surpresa para todos o prefeito de Cururupu naquele ano o Dr. José dos Santos Amado estava em seu comício quando falava para uma multidão “eu acabo de receber neste momento a noticia de que a radio alvorada FM de Cururupu foi liberada agora pelo congresso nacional”, os foguetes explodiam, a festa tornou-se maior isto era a noite do dia 03 de outubro do ano 2000, o sonho de Flavio estava realizado.

Estava no ar a 1ª radio comunitário a ser liberada em todo o território nacional, foi a 1ª , foi a de Cururupu, foi de Cururupu os méritos, foi de Flavio Picanço os esforços a ele os nossos agradecimentos, a radio alvorada FM, passava a existir legalmente era o fim do musissom que foi desativado com mais de 40 mil metros, de rede estaladas em todos os bairros de Cururupu, dois anos se passaram Flavio sempre lutando e a radio sempre funcionando dentro da lei, a radio é só festas, porem o inimaginável aconteceu.

MARIO LIMA NARRA À MORTE DE FLAVIA PICANÇO

Na noite do dia 22 de fevereiro de 2003, Flavio Gaspar reuni-se com a coordenação do corredor da folia a radio ia da cobertura como sempre vinha divulgando as manifestações populares, onze horas da noite encerra a reunião, Flavio muda de semblante em seus aposentos deitado em seu quarto, Flavio Picanço passa mal chama sua mui amada irmão Leda de Lourdes Silva Picanço, que rapidamente apronta um chá para o seu mui amado irmão, tarde de mais sua partida estava confirmando-se. 

Flavio é levado as pressas ainda com vida para a santa casa de misericórdia de Cururupu, a mesma santa casa que o seu pai tinha construído quando foi prefeito de Cururupu, seu ultimo momento foi exatamente 01:00h, 01:00h da madrugada daquela dolorida e infinita madrugada de domingo dia 23 de fevereiro do ano de 2003.

Naquela manhã de domingo o sol brilhava com toda a sua força e do outro lado Cururupu festejava o povo estava feliz a radio alvorada FM tocava as musicas quando derepente no radio o operador de áudio é obrigado a trocar o clarim, seguido de um nota de falecimento, após a nota ouvi-se uma outra voz, a do locutor e apresentador Willian Mario Lima, que anunciava “ saudades a comunicação verbal de Cururupu perdeu neste triste domingo dia 23 de fevereiro de 2003, o amigo, o poeta o altíssimo profissional e lutador em prol do desenvolvimento cultural, o grande Flavio Picanço, todos que integram esta grande família rádio alvorada FM, que ele construiu com muita garra e determinação, estamos consternados, que o nosso pai celestial possa reserva um cantinho todo espacial para o eterno companheiro”, o povo Cururupuense corre atônito para o pé do radio, não acreditando na noticia o locutor deveria esta enganado infelizmente o locutor não estava enganado.

Flavio Picanço tinha realmente naquela madrugada partido desta vida para outra vida, a cidade que estava em festas agora derepente vivia o luto de um conquistador, Flavio Picanço morreu. Aquela noticia se parecia difícil para as pessoas que ouviram, imaginem como então não seria para os locutores da radio alvorada FM.

Obrigado Flavio por tudo e Radio Alvorada comemora 17 anos por você e para você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....