quarta-feira, 18 de outubro de 2017

GUARDAS DE TRÂNSITO DE CURURUPU RECLAMAM DAS PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE TRABALHO E FALTA DE ATENÇÃO DA GESTÃO.

  Foto: Oficio Encaminhado a Secretaria de Obras
Os guarda de trânsito funcionários públicos do município de Cururupu lotados no departamento de transito da secretaria de obras e serviços urbanos procuraram a redação do Blog Cururupu em Destaque, para denunciarem as péssimas condições de trabalho vivenciadas por eles e informar o que está acontecendo com os mesmos nos últimos dez meses. 

Foto: Reprodução 
De acordo com os funcionários as dificuldades são grandes e eles afirmam: “Desde janeiro fizemos varias reuniões com o secretário de obras o senhor Jose de Ribamar Santos onde pedimos melhorias para o nosso trabalho. O mesmo disse que teríamos que levar com a barriga. Continuamos a pedir equipamentos de segurança e nada foi solucionado. Tentamos falar com a prefeita e não fomos atendidos pela mesma. Pois o Secretário de Gabinete agendou três vezes para o nosso atendimento e ficamos a espera desse atendimento de 9:00 às 12:00 e nada foi resolvido ou seja não fomos atendidos. 

Fomos chamados atenção o porquê da nossa reivindicação e falamos que estamos precisando de ajuda do policiamento para garantir nossa segurança e também continuando sobre os nossos equipamentos tipos: IPIs e EPCs que nunca tivemos e muito menos treinamentos para nos qualificar.

Pediram para que fizéssemos um oficio para que o mesmo fosse atendido, sim, fizemos o oficio entregamos na secretaria de obras para o senhor Antonio Lourenço no dia 11 de setembro de 2017 que é funcionário da secretaria e ate agora, nada, mais uma vez não foi feito nada. 
Foto dos Guardas de Transito em Serviço 

O que queremos realmente é trabalhar de maneira adequada, com condições de trabalho para que possamos somar com a população cururupuense.

Entretanto o que nós estamos passando, não seria necessário estarmos vindo a este meio de comunicação e nos expor de forma tão triste. Pois o nos garantiram e esperávamos não foi cumprido, simplesmente fomos jogados na rua e sem reconhecimento pelos gestores.

Nosso equipamento atual é camisa de campanhas da gestão passada e coletes que as pessoas até nos confundem com moto-taxistas. Pois a prefeita tinha falado a um dos agentes que iria fazer a diferença antes de assumir a prefeitura. Já se passaram dez meses e estamos aqui na mesma ou até pior das situações. Até o momento não nos deram os cones, mas a gestão nos deu cavaletes que estão servindo como cones e oferecendo riscos as pessoas”. finaliza o texto dos agentes de transito.

Solicitamos informações junto a assessoria de comunicação do município para se manifestar, onde estamos aguardando as informações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....