domingo, 20 de agosto de 2017

Carreta Da Hanseníase Intensifica Diagnóstico Da Doença Em Cururupu

Com a Carreta Ponto Final da Hanseníase, o Governo do Maranhão está intensificando o serviço de busca ativa de casos da doença por todo o estado. A ação, realizada em parceria com o laboratório Novartis, integra as atividades do Programa Estadual de Controle da Hanseníase da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que tem objetivo de realizar o diagnóstico precoce e ampliar o acesso ao tratamento. A carreta estará realizando atendimento nesta segunda feira (21), Os atendimentos serão das 8hs às 17hs na Praça Dô Carvalho em Cururupu. Até outubro o serviço irá contemplar 62 municípios.
Em 2016, mais de 10 mil atendimentos foram realizados durante as atividades da carreta no Maranhão. Em seis meses, 71 municípios foram beneficiados e 284 casos de Hanseníase foram diagnosticados. 
A coordenadora do Programa Estadual de Controle da Hanseníase, Maria Raimunda Mendonça, explicou como funciona a ação e de que forma ela contribui para alcance dos objetivos do programa. “Em algumas localidades, tem gente que tem dificuldade de acesso a uma unidade de saúde. Com a carreta, desenvolvemos um trabalho que chama atenção da população e oferece atendimento rápido e eficiente, oferecendo oportunidade para o diagnóstico precoce”, destacou.
A carreta funciona com cinco consultórios e um laboratório para diagnóstico e faz distribuição gratuita de medicamentos. Durante atendimento, os pacientes passam por consultas médicas e são avaliados através de exames e testes de sensibilidade. Os cidadãos diagnosticados com a doença iniciam o tratamento ainda na carreta e são encaminhados para Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa ou, em casos mais avançados, para unidades de referência no estado como os hospitais Aquiles Lisboa e Genésio Rego.
A Hanseníase é uma doença que tem tratamento e cura. Quando mais cedo for realizado o diagnóstico, menores poderão ser as sequelas da doença. “A gente incentiva também o autoexame para que a própria pessoa, em casa mesmo, possa identificar o mais rápido possível o surgimento das primeiras manchas e buscar atendimento em uma unidade de saúde para o tratamento adequado. A medicação é gratuita e garantida pelo Ministério da Saúde”, explicou a médica sanitarista Conceição de Assis.
As atividades da Carreta Ponto Final da Hanseníase tiveram início nos dias 12 e 13 deste Mês em São José de Ribamar e já foram realizadas em Paço do Lumiar e Raposa. As atividades no Centro da cidade de Cururupu tem como finalidade facilitar o acesso das pessoas aos serviços (Grifo nosso).
Outra ações
Além das atividades itinerantes com a Carreta Ponto Final da Hanseníase, a SES, por meio do Programa Estadual de Controle da Hanseníase, incentiva os municípios a realizarem campanhas de detecção como as campanhas escolares. O poder público estadual também realiza supervisões nas unidades básicas de saúde e desenvolve capacitações com os profissionais que atuam nessa área no interior do estado, tendo em vista que todos os municípios contam com unidades básicas de saúde onde o programa está implantado. Com Informações do Governo do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....