domingo, 30 de julho de 2017

Juventude rural cururupuense participa do 4º Festival da Juventude Rural do Maranhão.

Juventude rural cururupuense uniram-se à cerca de 700 jovens de todo o Maranhão, nos dias 26 ao dia 29 de julho no Centro de Estudo Sindical da FETAEMA, em São Luis-MA, para participarem do 4º Festival da Juventude Rural do Maranhão que traz como tema: “Juventude na luta por sucessão rural e por nenhum direito a menos”. "Nosso 4º Festival da Juventude Rural é uma ação estratégica da Fetaema que conta com a participação de jovens entre 16 e 32 anos das 10 regionais do estado do Maranhão que compõem a Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Maranhão (FETAEMA).

A nova diretoria da entidade, fez questão de continuar com discussão da política protagonista da juventude rural e preparar jovens consistentes de suas responsabilidades e fortalecer o compromisso pela causa. Os jovens Cururupuense foram junto a delegação da baixada Maranhense. 

Aqui reafirmamos o debate dentro do movimento sindical rural, sobre a consolidação de uma política nacional de educação, esporte e cultura do campo, no âmbito da organização sindical e das ações governamentais, tendo como perspectiva a construção de espaços que proporcionem o desenvolvimento de vivências, educacionais, culturais e esportivas da juventude rural", ressalta o secretário de Juventude Rural da Fetaema, Geova Goes.


Ato político - O Festival começou com uma grande mobilização política durante a manhã da quarta-feira (26), que foi realizada em frente ao prédio da Justiça Federal no Maranhão, uma manifestação pela independência e imparcialidade do Poder Judiciário, pela democracia e por Diretas Já. Além da FETAEMA, participaram da atividade as Centrais Sindicais (CUT/CTB) e sindicatos urbanos de diversas categorias. 

Solenidade de abertura oficial - A solenidade oficial de abertura do 4º Festival contou com a presença da direção da FETAEMA e de autoridades, como os secretários de estado de Direitos Humanos e Participação Popular Chico Gonçalves, de Juventude Tatiana Pereira, o deputado estadual Zé Inácio e o deputado federal Zé Carlos, o prefeito de Paço do Lumiar Domingos Dutra e a vice-prefeita do município, Maria Paula Desterro, dentre outros(as). 

O presidente da FETAEMA, Chico Miguel, destacou a importância e o protagonismo da juventude nas lutas sindicais e sociais do Maranhão e de todo o Brasil. 

Assinatura do Plano Estadual de Juventude e Sucessão Rural - O governador Flávio Dino fez questão de ir pessoalmente na sede da FETAEMA para assinar o decreto que institui o Plano Estadual de Juventude e Sucessão Rural, que tem como objetivo orientar, integrar, e articular políticas, ações e programas voltados para a garantia dos direitos das juventudes do campo maranhense e a promoção da sucessão rural. 

CONTAG presente! - Quem também marca presença no 4º Festival da Juventude Rural do Maranhão é a secretária de Juventude da CONTAG, Mônica Bufon. Admirada a secretária ressalta a organização e luta da juventude do campo maranhense. “O 4º Festival da Juventude do Maranhão foi e é uma decisão muita acertada da FETAEMA, pois a juventude do campo tem enfrentado muitas dificuldades com o atual cenário político e econômico que passa o Brasil. Nesse sentido o Festival se afirma como um lugar onde os(as) jovens têm direito, vez e voz para dizer em um Ato político em frente ao prédio da Justiça Federal do Maranhão ou pessoalmente para o próprio governador Flávio Dino, quais são os desafios da organização da juventude e as políticas públicas necessárias para garantir a plena efetivação da Sucessão Rural. Penso que sendo meu primeiro Festival da Juventude nos estados enquanto secretária Nacional da CONTAG, começamos muito bem pelo Maranhão ”, afirma.

OBJETIVOS - Estão entre os objetivos do 4º Festival:

• Oportunizar junto aos jovens rurais, experiências de educação, do esporte e da cultura, tendo por referência princípios de sociabilidade, cooperação e fortalecimento da autoestima da juventude rural;

• Promover ação de valorização das manifestações culturais locais, desenvolvidas pela juventude rural;

• Oportunizar aos jovens agricultores familiares a troca de experiências da sua produção que pode ser tanto agrícola como não agrícola;

• Reconhecer as experiências organizativas e produtivas protagonizadas pela juventude nos territórios rurais, estimulando a troca de experiências e a articulação local/regional;

• Produzir reflexões sobre uma política de educação, esporte, e cultura no mundo rural, tendo como enfoque a qualidade do acesso e a consolidação de oportunidades efetivas para utilização produtiva do tempo livre e promoção da saúde;

• Visibilizar as realidades e demandas da juventude rural para a sociedade e governo;

• Reivindicar e negociar políticas públicas, junto aos governos, voltadas à garantia de direitos para a juventude do campo; e estimular a sindicalização da juventude rural e sua maior participação no MSTTR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DO CLAUDIO MENDES.....