quinta-feira, 3 de maio de 2018

Responsabilidade Social: Projeto Social Educando com Cidadania Informa que está com Inscrições Abertas em Cururupu

Foto: Ilustração

CURURUPU – Idealizado pelo professor Carlos Pimentel, o projeto surgiu efetivamente em 19 de março de 2018. Estão sendo ofertadas sessenta (60) vagas nesse semestre, as aulas serão aos fins de semana, cuja aula inaugural está prevista para 19 de maio de 2018, com local a ser definido. O projeto social “Educando Com Cidadania” o qual tem como objetivo o reforço escolar e preparatório para o Enem, Uema e Iema logo ganhou adesão de diversos professores cururupuenses que entenderam o papel de suas funções enquanto agentes de transformação. O projeto está sendo elaborado para elevar o desempenho escolar dos estudantes oriundos da rede pública de mais baixo rendimento e vulnerabilidade social, além de possibilitar novos horizontes que antes não lhes foi possível, seja pela suas condições sociais, seja pela ausência de oportunidade. Nesta primeira etapa será apenas para alunos do terceiro ano do ensino médio ou que já terminaram, todavia, tão logo seja possível, será ofertado para os alunos do ensino fundamental II (9º ano). 

Carlos Pimentel
O idealizador do projeto é um cidadão muito conhecido em Cururupu, Pimentel usa o conhecimento para reivindicar políticas que venham de fato atender seu fim, com sua postura crítica / construtiva, e a inquietação nata de quem não se permite a subserviência, Pimentel, que também é professor no município, sempre teve o desejo de constituir um projeto que venha oportunizar condições iguais à queles os quais o destino deu caminho diferente. No seu currículo acadêmico, consta várias formações, entre as quais, a graduação em História pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), graduação em Letras / Português, pela Faculdade Antenas Maranhense (FAMA), graduação em Letras / Inglês- FAFIBE, graduação em Estudos Africanos e Afro-brasileiro- UFMA ( a primeira graduação deste segmento do país e a terceira do mundo), conta ainda, Pós Graduação em Direitos Humanos, Indígenas e Quilombolas- FAVENI, Especialista Africanos e Afro-brasileiro- URCA e Especialista em Língua Portuguesa e Literatura- FAVEN.

Com essa “bagagem” acadêmica, e com a vontade de ajudar, Carlos Pimentel não mediu esforços em buscar parceiros [professores] que prontamente se comprometeram com a causa, tais como: Seu R Black, Josean Almeida, Jonílson Oliveira, Eronildo Mafra, João Barros, Jodenil Moraes, Paulo Henrique, Marcos Soares e outros colaboradores, todos comprometidos com a causa social e o desejo de mudar o atual paradigma de muitos jovens cururupuenses. 

Além dos professores de Cururupu, a coordenação do projeto destaca que nos meses de agosto e setembro professores oriundos da capital [São Luís] também estarão sendo integrado ao projeto, ministrando aulas também nos fins de semana, será um reforço que somará conhecimento aos professores locais.

Parceria
Por se tratar de um projeto social, e por está em sua gênese, o projeto ainda não conta com parcerias institucionais que venham possibilitar lastro financeiro para o andamento do projeto, desta forma, o projeto está sendo financiado unicamente por seus idealizadores, pessoas que acreditam na função social do indivíduo na tentativa de ajudar o próximo. Sensível à esta questão, e fazendo uso de sua vocação social, o ICURURUPU se consolida como a primeira instituição privada a formalizar parceria com o projeto para ajudar há realizar sonho desses sessenta jovens que iniciarão o projeto, o ICURURUPU se sente honrado em poder ajudar e irá buscar todas as condições possíveis para que mais pessoas possam ser beneficiadas com este importantíssimo projeto.

É de suma importância que as instituições locais, sejam elas públicas ou privadas, possam ajudar no que for possível, e tornar viável o sonho não apenas dos idealizados do projeto, mais principalmente de dezenas de jovens que a partir de agora vão poder com ter esse projeto em suas vidas. Qualquer ajuda nesse momento é de grande relevância, para as pessoas e / ou empresas bem como órgãos públicos que queiram ajudar no projeto basta contatar o professor Carlos Pimentel no número (98) 984135290 o qual terá o maior prazer em passar todas as informações necessárias, neste mesmo contato, as pessoas que estiverem interesse em uma das sessenta vagas do projeto podem contatar. 

Público alvo 
Alunos do Ensino Fundamental II (9º ano) e Ensino Médio (3º ano) do município de Cururupu envolvendo de modo geral alunos regularmente matriculados em suas respectivas escolas e oriundos de escolas públicas, no caso do Ensino Médio poderá ser concludentes, desde que seja de escola pública, haja vista se tratar de voluntariado. Para os que já concluíram o ensino médio e queira se preparar para Enem, Uema e Iema támbem serão aceitos. Para os alunos matriculados basta os documentos pessoais e um declaração da escola conferindo sua regularidade escolar, para os que já tiverem concluído o ensino médio, os documentos pessoais e o certificado e / ou declaração de conclusão conferido por escola pública.