domingo, 25 de março de 2018

Parte do teto de um casarão histórico de Cururupu veio abaixo no ultimo sábado (24)

Casarão histórico de Cururupu em ruínas (Foto: ICURURUPU)
Que Cururupu é uma cidade histórica todo mundo sabe, o que muitos talvez não saiba é que parte do patrimônio de Cururupu está sendo destruído pelo descaso e pela falta de conservação dos gestores, aliás, cabe esclarecer que esse descaso não decorre apenas de tempo atuais, e sim um contínuo desapego daqueles que deveriam cuidar e zelar pela rica história de Cururupu.


O casarão histórico que por muito tempo funcionou importantes órgãos, como por exemplo a prefeitura do município, hoje vive em ruína. Hoje foi um dos dias mais doloroso para aqueles que amam a cidade, pois parte do telhado do casarão veio abaixo, trazendo com ele parte de uma história que tenta resistir ao tempo e ao total descaso das autoridades que nada fazem para que o mesmo não seja totalmente destruído.


Como prova que esse descaso não é de hoje, destacamos que no dia 15 de janeiro de 2016, ou seja, a mais de 24 meses atrás, foi publicado no site do Tribunal de Justiça do Maranhão a decisão liminar, assinada pelo Juiz Douglas Lima da Guia, o qual decidiu liminarmente que o prédio histórico fosse restaurado e devidamente recuperado, bem como isolado afim de evitar que viesse causar danos a terceiros.

Na decisão que já decorre dois anos, o magistrado determinou que as obras tivesse início em até sessenta dias sob pena de multa. O prédio encontra-se atualmente desocupado em razão do comprovado risco de desmoronamento. A ré na ação no caso é o município de Cururupu o qual até o momento nada fez no sentido de preservar o prédio e acatar a decisão liminar, com isso cada dia mais o prédio se transforma em uma lembrança triste para os cururupuenses.

Doutor Douglas da Guia ressaltou que o prédio em questão é muito antigo, que faz parte da história de Cururupu. “A edificação encontra-se em estado deplorável, conforme demonstram as fotos e o parecer do Corpo de Bombeiros anexados aos autos, ameaçando a integridade física dos transeuntes que circulam por lá. Para piorar, a área não dispõe de nenhum tipo de isolamento ou mesmo interdição”, cita o magistrado na liminar.

Caso o município não cumpra com as determinações da decisão liminar, deverá pagar multa diária no valor de R$ 1.000,00 (mil reais). Assegura a decisão: “O Município terá que interditar o prédio, no prazo de 10 dias, colocando sinalização e tapumes no entorno do imóvel; alertar a população sobre os riscos na rádio local, conscientizando do perigo de circulação no entorno do imóvel; adotar, no prazo de 30 dias, as medidas pertinentes a iniciar o procedimento administrativo para manutenção e conservação do prédio público, com prazo de 60 dias para conclusão”. Não há notícia se o município pagou a multa em decorrência de não cumprir a decisão, a única coisa que é sabido por todos é que até o momento nada foi feito para evitar a destruição total daquele que um dia foi talvez o mais importante e imponente edificação de Cururupu. 

“Tendo em vista a atitude do requerido em não tomar as devidas providências de reforma e restauração do prédio público da antiga sede oficial da prefeitura municipal de Cururupu, mesmo com o parecer oficial comprovando a deterioração e periculosidade para os transeuntes e pessoas que entrarem no imóvel, cabe ao Poder Judiciário, quando acionado, compeli-la ao cumprimento de sua obrigação, pois a sua omissão e ineficiência acarretam lesão ou ameaça a direitos, os quais não podem ser excluídas da apreciação do Poder Judiciário, conforme prescreve o art. 5, inciso XXXV, da Constituição da República”, observou o juiz em sua decisão.

Não custa lembrar que o mesmo prédio em questão já foi cadeia, prefeitura e teve uma sala que abrigava a câmara de vereadores logo depois outra sala abrigou a biblioteca pública Manuel Goulart, como podemos perceber o prédio é palco importante da historia de Cururupu e por isso mesmo merece ser cuidado e preservado para que as gerações atuais e futuras possam ter orgulho de sua história, notadamente parece não ser esse o entendimento do poder executivo o qual até o momento não cumpriu a decisão liminar, esperamos que o prédio possa ter dias melhores e que sua recuperação seja plena, com a palavra a prefeitura municipal de Cururupu.

Tentamos contato com a prefeitura de Cururupu para que tivéssemos uma posição sobre o caso relatado mais ninguém foi encontrado para dar esclarecimento, o Portal ICURURUPU está à disposição da gestão municipal para que possa narrar sua versão dos fatos aqui denunciados. Fonte Icururupu