sábado, 10 de março de 2018

Fim do Mistério: Operação NAVIGATORE das policias Civil e Militar prendem acusados da morte de "Mestre Silicrim".

ANTÔNIO JOSÉ RABELO, vulgo “VELHÃO
Foi preso na madrugada deste sábado dia 10 março, na Ilha do Marinheiro, no município de Apicum-Açu, o principal autor do assassinato do Senhor Benedito Teixeira, conhecido como “Mestre Silicrim”, ocorrido no último mês de fevereiro. 

ANTÔNIO JOSÉ RABELO, vulgo “VELHÃO”, estava foragido, mas vinha sendo monitorado pela Policia desde então, tendo sido capturado pela ação policial que contou com Investigadores da Delegacia de Cururupu/MA e com Policiais Militares do 25° Batalhão de Policia Militar sediado em Cururupu.

O criminoso é suspeito de ter sido o executor da vítima “Mestre Silicrim”, fato que aconteceu no dia 10 de fevereiro de 2018 na praia de São Lucas, pertencente ao município de Cururupu/MA. 

Anteriormente já tinham ocorrido as prisões de NILCELENE PAIXÃO MENDES, vulgo “TIJOLINHO”, e ”EDIMAEL FERREIRA LOUZEIRO”, vulgo “SARGÔ”, suspeitos de serem respectivamente, mandante e partícipe do crime.
”EDIMAEL FERREIRA LOUZEIRO”, vulgo “SARGÔ” e NILCELENE PAIXÃO MENDES, vulgo “TIJOLINHO”
Com a prisão de ANTÔNIO JOSÉ RABELO, a Polícia encaixou a última peça do quebra cabeça do porquê e das circunstancias do assassinato do “Mestre Silicrim”. Agora, todos os envolvidos no assassinato estão presos, a disposição da justiça.

A Operação foi Coordenada pelo Delegado Diego Duarte, titular da Delegacia de Cururupu/MA e pelo Aspirante Oficial Alex, do 25º Batalhão de Policia Militar de Cururupu/MA, sendo batizada de “Navigatore” (navegador em Italiano) em alusão a vítima, conhecido como o “Navegador Solitário”.

ENTENDA O CASO

A policia civil foi decisiva para não deixa um crime bárbaro, sem respostas, as investigações continuaram para esclarecer o verdadeiro modo que aconteceu os fatos e identificar outros coautores do delito.

O site Agenda Maranhão noticiou o fato na época, o site Agenda Maranhão em suas publicações reconhecia a importância do Mestre Silicrim para navegação. 

Leia: O LEGADO DE SILICRIM, O NAVEGADOR SOLITÁRIO

Benedito Raposo Teixeira, conhecido dentro e fora d’água como “Mestre Silicrim”, teve a vida inteira dedicada ao mar. É uma lenda na arte da navegação nos barcos artesanais feitos no Maranhão. A vida de Silicrim foi narrada em um belo documentário dirigido pelo cineasta Edson Fogaça e exibido em uma sessão lotada, no cine Praia Grande, com a presença do navegador Amir Klink. 

Parte do filme conta o processo de recuperação do barco de Silicrim, feita no Estaleiro Escola, durante o período em que o mestre recuperava-se de uma cirurgia e ficou longe da embarcação. A reforma completa do barco é fruto da generosidade e profundo sentimento solidário de Luiz Phelipe Andrès, diretor geral do Estaleiro Escola. Disse um amido do Silicrim.

Fotos: reproduzidas a partir do perfil “O império de um navegador”, no Facebook
"Trata-se da perda de um grande homem, amigo solidário de qualidades incomuns pelo exemplo de humildade e bondade, pela sua vida de trabalhador incansável. Nunca o vimos perder a serenidade e o bom humor na sua faina diária na dura atividade de navegar solitário pelo nosso litoral". Luiz Phelipe Andrès sobre a morte de Silicrim

Mestre Silicrim era reconhecido pelos seus conterrâneos como o ultimo navegador solitário da costa maranhense. Por sua coragem indômita, mereceu sempre nossa grande admiração. Foi uma perda para todos os que se preocupam com a preservação da cultura marinheira em nosso país.

Aos 82 anos ainda navegava solitário em seu pequeno veleiro, denominado por ele mesmo “Império de um Navegador”, uma embarcação construída de forma artesanal tradicional, na melhor tradição dos carpinteiros navais maranhenses mas de uma simplicidade franciscana, sem motor e sem quaisquer equipamentos além de uma singela bússola.

Há mais de 40 anos tornou-se um precursor das práticas ambientalistas, pois mesmo sem nenhuma pretensão, mantinha atividades de recolher materiais descartados e espalhados nas ilhas e os trazia para serem reciclados em São Luís. Assim ajudava a manter a si próprio e seu pequeno barco.

No período de 2015 a 2016 o arquiteto e cineasta Edson Fogaça, realizou excelente documentário sobre a vida de Mestre Silicrim que foi premiado entre os cinco finalistas do “Blue Ocean Film Festival” de St. Petesburg de 2016 e também mereceu premiações no Festival de Cinema de Brasília e no tradicional festival de cinema do Maranhão, o Guarnicê em sua edição de 2017.

Em Dezembro de 2016 na pré-estréia do filme em São Luís, no cine Praia Grande, tivemos a honrosa presença de Amyr Klink, navegador brasileiro mundialmente reconhecido por suas façanhas de navegação solitária, que veio ao Maranhão para homenagear o “nosso” navegador solitário. Na ocasião ambos fizeram uma travessia da Baía de São Marcos no pequeno veleiro de Mestre Silicrim.