quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

CARNAVAL 2018CURURUPU População de Cururupu provam o por quer de ser um dos melhores carnavais do Estado

Quando o assunto é as grandes bandas que no passado fizeram sucesso no carnaval de Cururupu certamente a conclusão do carnaval de 2018 seria de um fiasco total, afinal as bandas da programação oficial foram triviais, o que para alguns seria um fator negativo, mais ainda bem que isso ficou apenas na concepção dos pessimistas, pois os verdadeiros cururupuenses não tinham dúvidas que em 2018 teríamos um grande carnaval.

Muito se dizia após o Pleno do Tribunal de Contas do Estado aprovar por unanimidade proposta de Instrução Normativa que dispõe sobre despesas com festividades realizadas pelo poder executivo municipal, ou seja, município com inadimplência com a folha salarial ficaria proibido de realizar festas de carnaval, com a decisão muitos acreditavam que Cururupu não tivesse o carnaval, pois à época da decisão normativa constava entre os entes municipais com salários de servidores em atraso.

Na prática não foi isso que aconteceu, mesmo o município ainda tendo categoria de servidores com salários atrasados a festa de Momo aconteceu. 

Para nossa surpresa a cidade possuem algumas dezenas de blocos que fazem a verdadeira festas dos foliões e levando multidões de pessoas a percorrer diversas ruas da cidade em pura alegria, o mesmo não se percebeu com as escolas de Samba, os tradicionais como Aspirante do Samba, Águia do Samba, Fuzileiro do Samba que no passado eram sinônimo de luxo, disputa e público infelizmente não já cativam, nem mesmo o tradicional título ao campeão não existe mais, o que é uma pena, pois o tema oficial era sobre um resgate aos antigos carnavais, porém ainda há muito a ser resgatado, pois as escolas de samba de Cururupu sempre foram um dos maiores atrativos de seu carnaval, e uma verdadeira disputa entre os simpatizantes, se é para resgatar creio que deve também passar pelas grandes e tradicionais escolas de Samba do município.

O ICURURUPU esteve em Cururupu durante todo o período de carnaval e podemos testemunhar algo singular ao povo daquela cidade: alegria, educação, cordialidade, e acima de tudo, a tranquilidade a receptividade para com os visitantes, não identificamos nenhum incidente que pudesse colocar em xeque a segurança dos foliões, um “mar de gente” se espalhou por toda cidade, especialmente na praça D. Carvalho, na Areia Branca, nas festas de Reggae, em destaque para o “Reggae do Vinil” no centro da cidade e para a festa do “Mandela”, Choperia Belém, Mangueirão, e a festa montada ao lado do Banco do Brasil, especialmente por tocar antigas machinhas de carnavais e músicas maranhenses, como por exemplo “Bicho Terra” e “Jegue Folia”, músicas essas que fizeram a alegria de centenas de jovens e adultos que escolheram aquele local para se divertir, foi possível também perceber a presença de muitas crianças, em um perfeito elo com os adultos e com os jovens.

Outra questão que nos chamou muito atenção em dias atuais foi o fator segurança, o 25º Batalhão de Policia Militar do Maranhão, sediado em Cururupu, na pessoa do Major Robson Cláudio Martins, em conjunto com o Subcomandante da área, o Ten. Breno Marques, se reuniram com o Delegado titular da Delegacia Regional de Cururupu, Diego Duarte e tropa, dando iniciativa da operação carnaval com segurança, o resultado da estratégia e a junção de força estatal garantiu um carnaval sem incidente e com total tranquilidade, se estivéssemos que eleger um campeão do carnaval de Cururupu certamente a segurança ficaria em primeiro lugar.

Ponto a melhorar
Mais como nem tudo é perfeito, se faz necessário uma crítica construtiva e na nossa concepção é na verdade uma alerta, trata-se da disponibilidade de restaurantes durante o evento, infelizmente a partir da 00:00hs (zero hora), não era mais possível encontrar um bom restaurante funcionando, e quando existia, os principais pratos já não eram mais servidos, ou seja, alguém esqueceu que muitos foliões que estavam na cidade eram de fora, e que em algum momento buscariam estes estabelecimentos para suas refeições, tradicionalmente os restaurantes locais não possuem demanda após as 23hs, todavia, isso não deveria ser levado ao pé da letra no período de carnaval, tendo em vista grande numero de pessoas na cidade. Diversos amigos nos ligaram querendo saber dos locais para refeições, infelizmente, todos já constavam fechados, para não ficar com fome só restava os “churrasquinho” sempre presente nos locais de grande aglomeração.

Outo ponto que precisa ser pensado não apenas para atender o carnaval, mais o cidadão em geral é o serviço bancário, a cidade possuem duas agências, sendo uma do Banco do Brasil e outra do Banco Bradesco, além de uma Casa Lotérica, até ai tudo bem, o problema é que a cidade não possuem nenhum serviço de autoatendimento 24 horas, embora possua grandes lojas que poderiam ter parceiras com as empresas detentora desse serviço, infelizmente não existe, outra questão é referente aos Posto de Combustíveis, no período de carnaval nenhum aceitavam cartão, seja ele de crédito ou débito, obrigando os foliões a estarem com dinheiro em espécie, ou seja, é uma questão a ser revista pelos empresários. 

Rede hoteleira
Fomos maravilhosamente surpreendidos com a infraestrutura da rede hoteleira local, para o porte da cidade, e o valor cobrado não há do que se reclamar, ou seja, cumprem fielmente aquilo que se propõe à fazer, todavia, há uma questão a ser pensada, trata-se das opções de pagamento, com o advento dos cartões de créditos e débitos se faz necessário uma mudança nesse sentido, pois os hotéis que visitamos não aceitavam ainda qualquer forma de pagamento que não seja em espécie.