domingo, 30 de julho de 2017

FORTALECIMENTO, FINANCIAMENTO E PARCERIAS FIZEREM PARTE DA AVALIAÇÃO DA FEIRINHA DA AGRICULTURA FAMILIAR

Na manhã do dia 28/07 o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares de Cururupu-Ma reuniu-se com vários agricultores os fazem parte da Feirinha da Agricultura Familiar realizada mensalmente pelo Sindicato, na oportunidade foi feita uma avaliação das feiras onde foram discutidos pontos como; diversificação dos produtos, higiene, embalagem e armazenamento, preço entre outros pontos. 

Esteve presente ainda na reunião o Agente do Banco do Nordeste a convite do Sindicato o qual se comprometeu a fornecer o crédito aos agricultores através do financiamento do Pronaf B. Só lembrando a aproxima feirinha será dia 05 de agosto a partir das 06:30hs da manhã em frente ao Sindicato.

Na reunião as metas foram estabelecidas e o comprometimento de cada trabalhador e a diretoria reafirmou o apoio dado para a realização da feira atreves do secretário geral da entidade Alcines Pedrosa, assim como busca junto aos órgãos e instituições parcerias para fortalecer a categoria. 

JUVENTUDE DA ASSEMBLEIA DE DEUS MOVIMENTA FINAL DE SEMANA EM CURURUPU



Com fé e muitos louvores e adoração, a Igreja Assembleia de Deus de Cururupu levou muitos jovens para o seu evento na praça Do Carvalho.

A UMADEC - União de Mocidade da Assembleia de Deus em Cururupu, realizou nos dias 29 e 30 o Primeiro Encontro de Jovens da Assembleia de Deus, que tem o objetivo de mostrar para os jovens que a verdadeira felicidade não esta nas drogas nem no álcool mas em Jesus Cristo. 

O encontro começou dia 29 pela manha na igreja central da Assembleia de Deus e em seguida houve uma grande manifestação pelas ruas de Cururupu, falando de Jesus e mostrando para as pessoas que a solução dos nossos problemas está em Cristo e que a partir de agora os jovens da Assembleia de Deus estarão sempre nas ruas de nossa cidade levando para as pessoas uma palavra de fé e de esperança e promoverá muitos eventos como esse.Afirmou José Almeida Coordenador Geral UMADEC.

O Primeiro Encontro de Jovens da Assembleia de Deus teve o Tema Central Arrebatamento, estiveram presentes representantes das Assembleias de Deus dos municípios de Mirinzal, Serrano, Bacuri e Apicum-Açu assim como das comunidades de Madragoa (Bacuri) e Turirana (Apicum-Açu) .

Alem dos pastores a organização afirmou que varias autoridades foram convidadas, mas apenas o vereador Junior Belém compareceu ao evento.

Juventude rural cururupuense participa do 4º Festival da Juventude Rural do Maranhão.

Juventude rural cururupuense uniram-se à cerca de 700 jovens de todo o Maranhão, nos dias 26 ao dia 29 de julho no Centro de Estudo Sindical da FETAEMA, em São Luis-MA, para participarem do 4º Festival da Juventude Rural do Maranhão que traz como tema: “Juventude na luta por sucessão rural e por nenhum direito a menos”. "Nosso 4º Festival da Juventude Rural é uma ação estratégica da Fetaema que conta com a participação de jovens entre 16 e 32 anos das 10 regionais do estado do Maranhão que compõem a Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Maranhão (FETAEMA).

A nova diretoria da entidade, fez questão de continuar com discussão da política protagonista da juventude rural e preparar jovens consistentes de suas responsabilidades e fortalecer o compromisso pela causa. Os jovens Cururupuense foram junto a delegação da baixada Maranhense. 

Aqui reafirmamos o debate dentro do movimento sindical rural, sobre a consolidação de uma política nacional de educação, esporte e cultura do campo, no âmbito da organização sindical e das ações governamentais, tendo como perspectiva a construção de espaços que proporcionem o desenvolvimento de vivências, educacionais, culturais e esportivas da juventude rural", ressalta o secretário de Juventude Rural da Fetaema, Geova Goes.


Ato político - O Festival começou com uma grande mobilização política durante a manhã da quarta-feira (26), que foi realizada em frente ao prédio da Justiça Federal no Maranhão, uma manifestação pela independência e imparcialidade do Poder Judiciário, pela democracia e por Diretas Já. Além da FETAEMA, participaram da atividade as Centrais Sindicais (CUT/CTB) e sindicatos urbanos de diversas categorias. 

Solenidade de abertura oficial - A solenidade oficial de abertura do 4º Festival contou com a presença da direção da FETAEMA e de autoridades, como os secretários de estado de Direitos Humanos e Participação Popular Chico Gonçalves, de Juventude Tatiana Pereira, o deputado estadual Zé Inácio e o deputado federal Zé Carlos, o prefeito de Paço do Lumiar Domingos Dutra e a vice-prefeita do município, Maria Paula Desterro, dentre outros(as). 

O presidente da FETAEMA, Chico Miguel, destacou a importância e o protagonismo da juventude nas lutas sindicais e sociais do Maranhão e de todo o Brasil. 

Assinatura do Plano Estadual de Juventude e Sucessão Rural - O governador Flávio Dino fez questão de ir pessoalmente na sede da FETAEMA para assinar o decreto que institui o Plano Estadual de Juventude e Sucessão Rural, que tem como objetivo orientar, integrar, e articular políticas, ações e programas voltados para a garantia dos direitos das juventudes do campo maranhense e a promoção da sucessão rural. 

CONTAG presente! - Quem também marca presença no 4º Festival da Juventude Rural do Maranhão é a secretária de Juventude da CONTAG, Mônica Bufon. Admirada a secretária ressalta a organização e luta da juventude do campo maranhense. “O 4º Festival da Juventude do Maranhão foi e é uma decisão muita acertada da FETAEMA, pois a juventude do campo tem enfrentado muitas dificuldades com o atual cenário político e econômico que passa o Brasil. Nesse sentido o Festival se afirma como um lugar onde os(as) jovens têm direito, vez e voz para dizer em um Ato político em frente ao prédio da Justiça Federal do Maranhão ou pessoalmente para o próprio governador Flávio Dino, quais são os desafios da organização da juventude e as políticas públicas necessárias para garantir a plena efetivação da Sucessão Rural. Penso que sendo meu primeiro Festival da Juventude nos estados enquanto secretária Nacional da CONTAG, começamos muito bem pelo Maranhão ”, afirma.

OBJETIVOS - Estão entre os objetivos do 4º Festival:

• Oportunizar junto aos jovens rurais, experiências de educação, do esporte e da cultura, tendo por referência princípios de sociabilidade, cooperação e fortalecimento da autoestima da juventude rural;

• Promover ação de valorização das manifestações culturais locais, desenvolvidas pela juventude rural;

• Oportunizar aos jovens agricultores familiares a troca de experiências da sua produção que pode ser tanto agrícola como não agrícola;

• Reconhecer as experiências organizativas e produtivas protagonizadas pela juventude nos territórios rurais, estimulando a troca de experiências e a articulação local/regional;

• Produzir reflexões sobre uma política de educação, esporte, e cultura no mundo rural, tendo como enfoque a qualidade do acesso e a consolidação de oportunidades efetivas para utilização produtiva do tempo livre e promoção da saúde;

• Visibilizar as realidades e demandas da juventude rural para a sociedade e governo;

• Reivindicar e negociar políticas públicas, junto aos governos, voltadas à garantia de direitos para a juventude do campo; e estimular a sindicalização da juventude rural e sua maior participação no MSTTR.

Assinatura do Plano Estadual de Juventude e Sucessão Rural pelo governador Flávio Dino, Ato de protesto nas ruas de São Luis, empoderamento dos(as) jovens do campo: segue com muita força o 4º Festival


Com cerca de 700 jovens de todo o Maranhão, continua nesta sexta-feira (28), no Centro de Estudo Sindical da FETAEMA, em São Luis-MA, o 4º Festival da Juventude Rural do Maranhão que traz como tema: “Juventude na luta por sucessão rural e por nenhum direito a menos”. "Nosso 4º Festival da Juventude Rural é uma ação estratégica da Fetaema que conta com a participação de jovens entre 16 e 32 anos das 10 regionais do estado do Maranhão que compõem a Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Maranhão (FETAEMA). Aqui reafirmamos o debate dentro do movimento sindical rural, sobre a consolidação de uma política nacional de educação, esporte e cultura do campo, no âmbito da organização sindical e das ações governamentais, tendo como perspectiva a construção de espaços que proporcionem o desenvolvimento de vivências, educacionais, culturais e esportivas da juventude rural", ressalta o secretário de Juventude Rural da Fetaema, Geova Goes.

Ato político
O Festival começou com uma grande mobilização política durante a manhã da quarta-feira (26), que foi realizada em frente ao prédio da Justiça Federal no Maranhão, onde os participantes do encontro realizaram uma manifestação pela independência e imparcialidade do Poder Judiciário, pela democracia e por Diretas Já. Além da FETAEMA, participaram da atividade as Centrais Sindicais (CUT/CTB) e sindicatos urbanos de diversas categorias. 
 
 
Solenidade de abertura oficial
A solenidade oficial de abertura do 4º Festival contou com a presença da direção da FETAEMA e de autoridades, como os secretários de estado de Direitos Humanos e Participação Popular Chico Gonçalves, de Juventude Tatiana Pereira, o deputado estadual Zé Inácio e o deputado federal Zé Carlos, o prefeito de Paço do Lumiar Domingos Dutra e a vice-prefeita do município, Maria Paula Desterro, dentre outros(as). 
 
 
Em sua fala oficial, o presidente da FETAEMA, Chico Miguel, destacou a importância e o protagonismo da juventude nas lutas sindicais e sociais do Maranhão e de todo o Brasil.  
 
 
Assinatura do Plano Estadual de Juventude e Sucessão Rural
O governador Flávio Dino fez questão de vir pessoalmente na sede da FETAEMA para assinar o decreto que institui o Plano Estadual de Juventude e Sucessão Rural, que tem como objetivo orientar, integrar, e articular políticas, ações e programas voltados para a garantia dos direitos das juventudes do campo maranhense e a promoção da sucessão rural. 
 
 
Noite Cultural
Mais emoção na noite cultural, com apresentações de cantos e poesias, concurso de dança. Ah... e ainda os acordes de violão do jovem Rick Messias.
 
CONTAG presente!
Quem também marca presença no 4º Festival da Juventude Rural do Maranhão é a secretária de Juventude da CONTAG, Mônica Bufon. Admirada, a secretária ressalta a organização e luta da juventude do campo maranhense. “O 4º Festival da Juventude do Maranhão foi e é uma decisão muita acertada da FETAEMA, pois a juventude do campo tem enfrentado muitas dificuldades com o atual cenário político e econômico que passa o Brasil. Nesse sentido o Festival se afirma como um lugar onde os(as) jovens têm direito, vez e voz para dizer em um Ato político em frente ao prédio da Justiça Federal do Maranhão  ou  pessoalmente para o próprio governador Flávio Dino, quais são os desafios  da organização da juventude  e as políticas públicas necessárias para garantir a plena efetivação da Sucessão Rural. Penso que sendo meu primeiro Festival da Juventude nos estados enquanto secretária  Nacional da CONTAG, começamos muito bem pelo Maranhão ”, afirma.
 
 
OBJETIVOS
Estão entre os objetivos do 4º Festival:
 
• Oportunizar junto aos jovens rurais, experiências de educação, do esporte e da cultura, tendo por referência princípios de sociabilidade, cooperação e fortalecimento da autoestima da juventude rural;
 
• Promover ação de valorização das manifestações culturais locais, desenvolvidas pela juventude rural;
 
• Oportunizar aos jovens agricultores familiares a troca de experiências da sua produção que pode ser tanto agrícola como não agrícola;
 
• Reconhecer as experiências organizativas e produtivas protagonizadas pela juventude nos territórios rurais, estimulando a troca de experiências e a articulação local/regional;
 
• Produzir reflexões sobre uma política de educação, esporte, e cultura no mundo rural, tendo como enfoque a qualidade do acesso e a consolidação de oportunidades efetivas para utilização produtiva do tempo livre e promoção da saúde;
 
• Visibilizar as realidades e demandas da juventude rural para a sociedade e governo;
 
• Reivindicar e negociar políticas públicas, junto aos governos, voltadas à garantia de direitos para a juventude do campo; e estimular a sindicalização da juventude rural e sua maior participação no MSTTR.
 
Juventude rural maranhense presente e na luta! 
 
 
FONTE: Comunicação Fetaema, Marcos Aranha, com informações da Secretaria de Juventude da Fetaema


sexta-feira, 28 de julho de 2017

"Adesão do Maranhão" completa 194 anos e exposição ajuda a entender a história.



Arquivo Público do Estado do Maranhão repune documento importantes daquela época (Foto: Divulgação / Secretaria de Cultura e Turismo)
Arquivo Público do Estado do Maranhão repune
documento importantes daquela época
(Foto: Divulgação / Secretaria de Cultura e Turismo)
Termo oficial de adesão do Maranhão à independência do país foi assinado no dia 7 de agosto de 1823, na cidade de Caxias, distante 368 km de São Luís.


O Maranhão era rico e tinha forte ligação com Portugal, por isso, resistiu até o último momento quanto a aderir à independência do Brasil em relação à Portugal. Foi preciso cercar São Luís por mar e ameaçar destruir a cidade para que o província se rendesse por completo. Isto foi no dia 28 de julho de 1823, há exatos 194 anos.


Para refletir sobre a data, a exposição “28 de julho, 194 anos da Independência do Maranhão, documentos e obras raras”, começou nessa quinta-feira (27) e vai até segunda-feira (31), na sede do Arquivo Público do Estado do Maranhão, que fica na Rua de Nazaré, no Centro Histórico de São Luís.


A Lei Estadual 2.457, que trata sobre o feriado é de 1964, mas até 2014, o feriado era pouco conhecido, tanto que a iniciativa privada não alterava a rotina. A partir de 2015, isso passou a ser fiscalizado pelas autoridades competentes e este feriado estadual não ficou mais restrito apenas às repartições públicas.

HISTÓRIA


O motivo da resistência maranhense à época era por conta da elite que dominava o Maranhão. O grupo não aceitava as ordens vindas do Rio de Janeiro, capital do Brasil Imperial, por ter interesse em continuar com as relações com Portugal por conta das situações política e econômica.

O termo oficial de adesão do Maranhão à independência do país foi assinado no dia 7 de agosto de 1823, na cidade de Caxias, distante 368 km de São Luís. A solenidade foi na Igreja da Matriz.

Thomas Cochrane teve papel fundamental na história do Maranhão
 (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Thomas Cochrane, escocês, foi quem chefiou a esquadra de guerra da Marinha Brasileira. Como ele venceu a batalha, entrou para a história também como o primeiro marquês do Maranhão.


“No Maranhão, a adesão só acontece no dia 28 de julho, na Bahia foi 2 de julho e no Pará, 15 de agosto. Isso mostra como tínhamos projetos diferentes no país naquele momento. No caso do Maranhão, os interesses quanto a exportação, a manutenção da escravidão e as relações políticas eram muito mais vinculados a Portugal do que aquela ideia nova de união com o Rio de Janeiro”, disse o historiador Marcelo Cheche Galves.


Documentos na exposição ajudam a compreender a história do Maranhão 
(Foto: Divulgação / Secretaria de Cultura e Turismo)


Segundo o historiador, as tropas militares do Império chegaram ao Maranhão após desembarcarem por Piauí e Ceará. Eles entram no Maranhão na região onde hoje é o município de São Bernardo. De lá foram até as lavouras de algodão, às margens do Rio Itapecuru. Esta incursão foi por volta do início de junho. A região do Itapecuru aderiu imediatamente à ideia defendida pelas tropas do Império. São José de Matões, em Caxias, foi o primeiro vilarejo a aceitar a imposição.

Em São Luís, depois da batalha que resultou na adesão de todo a província à ideia vinda do Rio de Janeiro, os movimentos de resistência não pararam e vários eventos como conflitos em via pública e arrombamentos de lojas, por exemplo, foram registrados até o fim do ano seguinte: 1824.

Mais Dinheiro: Governo injeta mais R$ 9 milhões para uso em Comunicação Social

Política
Por: RONALDO ROCHA DA EDITORIA DE POLÍTICA

Recursos, que eram para uso exclusivo em serviços da dívida interna do Estado foram destinados, por meio de decreto, para gastos com a imagem do Governo

Marcio Jerry vai administrar recursos (Foto: Aquivo)

O governador Flávio Dino destinou mais R$ 9 milhões para a Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos (Secap), comandada pelo presidente do PCdoB no Maranhão, secretário Marcio Jerry.

Os recursos, que tinham aplicação específica para serviços da dívida interna, foram remanejados, por meio de decreto, do Tesouro Estadual. O decreto está publicado no Diário Oficial do dia 12 de junho deste ano.

Com o aporte de mais R$ 9 milhões, a pasta de Marcio Jerry, pré-candidato a deputado federal pelo PCdoB, passa a contar com pelo menos 67,9 milhões somente para uso na comunicação do Governo do Maranhão.

O montante é cerca de R$ 24 milhões a mais do que o governador Flávio Dino utilizou para o segmento no ano passado, o segundo de sua gestão.

O orçamento do Executivo para 2017 aprovado na Assembleia Legislativa no fim do ano passado foi de R$ 18.261.620.064,00 bilhões. Exatos R$ 4,1 bilhões a mais do que teve a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) para executar no último ano de gestão.

Deste montante Dino ampliou em mais de R$ 15 milhões os recursos para as despesas com Comunicação Social.

Em 2016, por exemplo, ele teve um orçamento que apontava para uma estimativa der gasto de 43,8 milhões com essa rubrica.

Já este ano, a previsão subiu para R$ 58,9 milhões. Chega-se agora à marca de R$ 67,9 milhões com o remanejamento de mais R$ 9 milhões.

Outro aumento considerável no orçamento do Estado diz respeito aos gastos reais com a folha de pessoal. Levantamento de O Estado feito em dezembro do ano passado, apontou estimativa de aumento de R$ 700 milhões.

Isso porque a despesa do Executivo com pessoal saltou de R$ 6,38 bilhões para 7,09 bilhões, uma aumento exato de R$ 713.234.058,00 milhões.

Sem prioridade – O mesmo orçamento que assegurou aumento com gastos na Comunicação, sobretudo para uso em propaganda institucional, não apresentou ampliação de investimentos na mesma proporção para setores como Saneamento, Esportes, Comércio e Infraestrutura.

Em dezembro do ano passado, por exemplo, quando a peça era debatida na Assembleia Legislativa, a oposição chegou a questionar o “pouco” investimento nos setores.

Andrea Murad (PMDB) apontou cortes. “Saneamento, menos 16,75%; na área do Comércio e Serviços, menos 39,17%. E Desporto e Lazer, que também não será prioridade alguma para Flávio Dino, menos 28,98%”, destacou.

A peça, contudo, foi aprovada pelo Legislativo daquela forma.

Saiba Mais

Na semana passada, O Estado revelou que a Hering Táxi Aéreo já faturou R$ 8,4 milhões sem licitação no Governo Flávio Dino. O valor refere-se a pagamentos efetuados após os três aditivos ao contrato inicial, de 2015, com a Secretaria de Estado do Governo (Segov) – para atender às demandas de viagens do governador e de seus auxiliares mais próximos – e por meio de uma dispensa de licitação, da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Os benefícios de ser solteiro, segundo a ciência.

A ciência está de olho nas vantagens que ser solteiro pode trazer às pessoas, entre elas, uma vida com mais amigos e interação social, e com mais objetivos – e determinação para cumpri-los.

Fonte: BBCData de publicação: 28/07/2017

Foto: Reprodução
Dividir a vida com alguém é apontado por muitos estudos como benéfico à saúde. Já no século 19 havia pesquisas que indicavam que pessoas casadas levavam vidas mais saudáveis, e estudos mais recentes mostraram que elas tinham risco menor de pneumonia, câncer, problemas cardíacos ou de serem submetidas a cirurgias do que pessoas que vivem sozinhas.

Mas a ciência também está de olho nas vantagens que ser solteiro pode trazer às pessoas, entre elas, uma vida com mais amigos e interação social, e com mais objetivos – e determinação para cumpri-los.

“Todos nós crescemos ouvindo: ‘case-se e você não se sentirá sozinho’. Mas eu nunca achei que essa seria a minha história”, diz, em uma palestra recente do TedX, a pesquisadora americana Bella DePaulo, 63, da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara. Como solteira convicta, ela se dedicou a estudar a felicidade nesse grupo de pessoas.

Para DePaulo, “as preocupações com as dificuldades da solidão podem ofuscar os benefícios de ser solitário”.

Em 2016, a pesquisadora fez um levantamento de estudos que evidenciassem essas vantagens, e encontrou indícios de que:

1 – Solteiros muitas vezes têm mais contato com amigos

“Costumamos escutar que ‘solteiros não têm ninguém’, mas o fato é que muitas vezes eles têm mais amigos e se esforçam mais para manter elos com pais, irmãos e sua comunidade”, diz ela. “Enquanto isso, casados tendem a ser mais insulares.”

Esse dado vem de um estudo de 2015 nos EUA, que avaliou levantamentos censitários para entender os laços entre parentes, vizinhos e amigos adultos americanos.

Os pesquisadores, em artigo publicado no Journal of Social and Personal Relationships, dizem que “solteiros têm mais tendência a manter contato e receber ajuda de pais, irmãos, vizinhos e amigos do que os casados. Essas diferenças são mais proeminentes para os que nunca se casaram do que os que haviam sido casados”.

O que importa para a saúde, segundo DePaulo, é ter pessoas com as quais você possa se abrir, mais do que ter ou não um cônjuge.

2 – Solteiros podem desfrutar de mais autonomia e satisfação

DePaulo argumenta que não é apenas o amor que nos traz sentimento de plenitude, mas também “autonomia, propósito e (a sensação de) estar no comando de nossas vidas”.

“Solteiros perseguem o que importa mais para eles, (como) trabalhos mais significativos e mais crescimento pessoal”, argumenta. E, com mais autossuficiência, essas pessoas tinham menos chance de experimentar sentimentos negativos.

Ela cita um estudo publicado no Journal of Family Issues que conclui que “ainda que o casamento continue a promover bem-estar para tanto homens quanto mulheres, em alguns casos – como autonomia e crescimento pessoal – os solteiros se saíram melhor do que os casados”.

Esses solteiros ouvidos pelo estudo tendiam a concordar mais com as frases “Para mim, a vida tem sido um processo contínuo de aprendizado, mudanças e crescimento” e “Acho importante ter novas experiências que desafiem como você vê a si mesmo e ao mundo”.

3 – Solteiros não necessariamente têm saúde pior que casados

Um estudo posterior ao levantamento de DePaulo também colocou em xeque a ideia de que a saúde dos casados é sempre melhor.

Publicada em março de 2017 na revista Social Forces, da Oxford University Press, a pesquisa de Matthijs Kalmijn, da Universidade de Amsterdã, usou dados coletados na Suíça ao longo de 16 anos e “lança dúvidas sobre a teoria de proteção de saúde” que beneficiaria pessoas casadas.

O pesquisador questionava anualmente os participantes quanto a sua saúde. E não encontrou melhoras ao longo da vida dos casados – ressaltando que são necessários mais estudos para avançar no tema.

“As evidências sugerem que o casamento tem mais a ver com a saúde mental do que física”, escreve Kalmijn. “Especulamos que o casamento seja mais ligado a uma avaliação positiva da vida da pessoa do que a uma melhora em sua saúde.”

Vale lembrar, porém, que há extensa documentação científica sobre os efeitos favoráveis proporcionados por casamentos felizes, desde mais estabilidade econômica até o apoio mútuo cultivado entre o casal.

Para DePaulo, ressaltar os benefícios da vida de solteiro não significa desprezar os do casamento – significa “buscar o estilo de vida que melhor funcione para cada pessoa”.

“O que importa não é fazer o que as outras pessoas acham que devemos fazer, mas sim buscar os espaços em que podemos ser o que realmente somos e nos permitir viver o melhor de nossas vidas”, argumentou ela em uma apresentação de 2016 para Associação Americana de Psicologia.

COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - Divulga Resposta dos Recursos Impetrados.


Tendo Tendo em vista a divulgação do resultado preliminar do Processo seletivo simplificado, e, atendendo à solicitação de alguns candidatos, que impetraram recursos contra tal resultado, nos moldes estabelecidos no Edital, a Comissão do processo Seletivo Simplificado para contratação de servidores, divulga o presente resultado.


quinta-feira, 27 de julho de 2017

ALUNOS DO IFMA CURURUPU VIAJAM PARA O CAMPUS MARACANA COM APOIO DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

Foto Paulo Henrique 
Hoje pela madrugada cerca de 30 alunos do curso técnico em agropecuária partiram para visita técnica ao Campus Maracana, onde passarão três dias de estudo e atividades como maneira de aperfeiçoar seus conhecimentos. 

A viagem contou com a apoio da secretaria de educação na pessoa de Udinaldo Rabelo em cumprimento ao acordo firmado no início do ano com o IFMA com o fornecimento de transporte quando necessário nessa etapa final do curso.

As informações são do Coordenador da Rede E-tec em Cururupu, Paulo Henrique Reis, o mesmo acrescentou que já tem outra equipe fazendo estágio no Campus, e contou com veiculo cedido pela secretaria de educação para leva-los ate ao porto e Cujupe. 

O ônibus vai só ate Cujupe e retorna para Cururupu e vai busca-los domingo ela manhã.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Foto Paulo Henrique

SELETIVO DE CURURUPU: MAIS UMA ERRATA DIVULGADA.

ERRATA DE EDITAL Nº 004/2017


PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE SERVIDORES

ERRATA DE EDITAL Nº 004/2017

A Prefeitura Municipal de Cururupu-MA, no uso de suas atribuições, publica ERRATA, junto ao Edital nº. 004/2017/PMC, conforme as seguintes especificações:
No item 8.2 onde lê-se:
“O candidato que desejar interpor recurso terá o prazo de até 48h (quarenta e oito horas), contados a partir do dia subsequente ao da divulgação do resultado, devendo o recurso ser interposto, exclusivamente, no Auditório da Secretaria Municipal de Saúde.”
Leia-se:
“O candidato que deseja interpor recurso terá até o dia 27 de julho para fazê-lo, devendo o recurso ser interposto, exclusivamente, no Setor de Protocolos da Prefeitura Municipal de Cururupu, no horário de 8h às 12h e 14h às 17h.
Cururupu, 25 de julho de 2017.