sexta-feira, 9 de junho de 2017

ESCÂNDALO: Três Bebês Mortos Em Menos De Um Semestre Em Cedral-MA

Imagem: Reprodução / mirinzalense
Não é, o já grave fato da morte de três crianças recém nascidas em apenas no primeiro semestre de 2017 que é o absurdo, é o fato de que, segundo muitas testemunhas, negligência médica possa ser a responsável pela triste realidade das famílias que perderam essas crianças.
Nossa equipe tem recebido constantes denúncias sobre esse e outros fatos envolvendo a pasta da Saúde do município de Cedral. Investigamos a fundo cada um dos casos e descobrimos que, além de serem verdadeiros, alguns detalhes podem ter mudado tudo.
Em um dos casos, confirmado por testemunhas ao blog, a mãe que é uma jovem de 17 anos teve que ser, por insistência da família, transferida para o Hospital de Guimarães para buscar melhor atendimento da equipe médica. A jovem apresentava fortes dores de cabeça, febre de temperaturas elevadíssimas e nada fora feito em seu favor.
Ainda nesse caso, fontes revelaram ao blog que a luta para dar luz à criança, junto com os problemas apresentados acima que teve a mãe, começaram numa segunda-feira e ela só conseguiu dar à luz na quinta-feira, em Guimarães, já em estado grave onde a criança veio a óbito pouco tempo após nascer.
Ainda em outro caso confirmado por fontes verídicas ao blog, só puderam identificar que não poderiam fazer o parto da criança quando esta já estava nascendo. Uma fonte nos contou que “a cabeça da criança estava começando sair e viram que não daria pra nascer via parto normal e encaminharam para Cururupu, já que em Cedral não se faz parto cesário”, revelou. Mais uma criança veio a falecer.
O outro caso nós obtivemos poucas informações e não conseguimos contato nem com familiares, nem com mais testemunhas que pudessem nos contar detalhes sobre o acontecido. Entretanto, uma fonte que não quis ser identificada disse ao blog que esse foi mais um caso que revoltou a cidade por negligência médica poder ter causado a morte da criança.
Nos seus 53 anos de emancipação política, famílias não tem muito o que comemorar e responsabilizam diretamente profissionais da saúde, muitos indicados pela Prefeitura de Cedral, que deveriam dar total assistência nesses casos. Ah, e a cidade está sem ambulância, já que a que tinha simplesmente “sumiu”.
Até a finalização desta matéria não conseguimos contato com a Direção do Hospital, que fomos informados que a diretora trabalha apenas dois dias da semana lá, nem com a Secretaria Municipal da Saúde, para esclarecimentos sobre esses dados que assustam.